Off the record

Diana Pereira: de menina modelo a mulher exemplo

diana1

Longe vão os tempos de adolescente promissora na moda. Hoje, Diana Pereira já não faz das passerelles e editoriais profissão, sendo nos negócios que o seu mundo gira, sem nunca se desligar do meio que a lançou.

No fim de semana, voltou a desfilar “desafiada pela Elsa (Barreto)” no Portugal Fashion, provando que os anos em nada beliscaram a beleza nem a boa forma. “Fiquei muito contente quando ela me propôs regressar. É giro e temos uma relação muito boa”, reconheceu, à Move Notícias, ainda nos bastidores.

_MO_3731

Ainda sem acusar nervosismo, Diana assumiu que era “um desfile especial com um público especial”, daí ser “uma responsabilidade diferente”. Na primeira filha, tinha os pais, o irmão, o marido, o piloto de automóveis Tiago Monteiro, e os filhos, Mel e Noah, os “maus exigentes”. “Eles vão reparar nos pormenores todos. Só lhes disse hoje que ia desfilar, estavam numa excitação, foram para a escola mas vão querer vir embora rápido. Perguntaram até se podiam dizer aos amigos”, revelou ainda antes da passagem.

Com dois coordenados bastante sensuais, Diana Pereira deixou a descoberto as tatuagens que lhe decoram o corpo e que admitiu ser “um vício inimaginável”: “Nunca pensei que fosse assim… A primeira que fiz foi o nome da Mel. Quando ela nasceu, achei que era o melhor motivo para poder tatuar, depois veio o Noah e pus o nome dele e depois pensei ‘agora porquê parar'”.

_MO_3863

E certo é que, atualmente, além do desenho da graça dos filhos, tem “uma oração de proteção” à família nas costas e “cherie blossom”, nos braços e perna direitos. “Só tenho estas flores tatuadas no meu corpo porque tem a ver com a minha vida no Japão, o tempo que passei lá, todo o espírito samurai, todo o significado que estas flores têm para os japoneses que é o mesmo que eu tenho na minha vida e, então, faz todo o sentido”, explicou. A tatuagem na perna foi feita “há duas semanas” e exibe também “palavras que têm significado para mim”, mostrou a ex-manequim e agora empresária que admitiu “não ficar por aqui” no que respeita a inscrições permanentes na pele.

diana

Empreendedora e consciente de que não seria sempre modelo, Diana Pereira – que começou a trabalhar aos 14 anos, após vencer o Elite Model Look -, há muito que arriscou nos negócios, a par com o marido e também sozinha. Depois de ter criado joias, agora é numa coleção de fitness que aposta, estando para breve o lançamento da linha que concretizou em parceria com a Botton e que é “muito futurista, com materiais técnicos, com ligeiros efeitos push up, compressão anti-celulite ou anti-odor”. Desenhadas à imagem da própria, as peças já conquistaram mercados internacionais e estarão em breve em lojas “na Dinamarca e Suécia, países com culturas com as quais me identifico”, adiantou orgulhosa Diana, prometendo visitar os locais eleitos.

_MO_3988

 

Fotos: José Gageiro