Ainda não estreou, mas já é um sucesso de bilheteira. “O Principezinho” está no top 5 dos espetáculos mais vendidos na BOL.

O musical “O Principezinho” estará em cena no Teatro da Trindade, em Lisboa, a partir de 10 de março, e até 29 de abril. A encenação está a cargo de Pedro Penim, membro fundador do Teatro Praga e vencedor de um Globo de Ouro e do Prémio SPA Autores.

O musical adapta para o palco a célebre obra da autoria do francês Antoine de Saint-Exupéry, publicada pela primeira vez em 1943, e que conta a história de um rapazinho com cabelos cor de ouro e de um piloto perdido no deserto.

“O Principezinho” é um espetáculo musical que combina músicas e canções de diferentes estilos. E esta, os atores, as personagens virtuais em 3D e os efeitos visuais de video mapping criam uma cenografia visual espetacular e mágica que transporta o público para o mundo fantástico.

O deserto, as paisagens verdejantes, o asteróide B612, o planeta do rei ou o mundo do geógrafo, tudo está lá.

A versão portuguesa parte da versão original dirigida e concebida por Àngel Llàcer (um dos atores e encenadores mais versáteis de Espanha, que já dirigiu produções como Sonho de uma Noite de Verão, de Shakespeare, ou Madame Meville, de Richard Nelson), com música de Manu Guix (compositor, diretor musical e intérprete catalão, premiado duas vezes com o Butaca Award) e dramaturgia de Llàcer com Marc Artigau (formado pelo Institut del Teatre de Barcelona e poeta premiado).

A versão original do musical “O Principezinho” esteve em cena em Espanha em 2016, tendo sido um enorme sucesso, muito aplaudida por publicações como a Time Out, El País, El Mundo, La Vanguardia ou El Periódico.

A versão de “O Principezinho” que vai estrear no Teatro da Trindade contará com a participação dos atores: Mariana Pacheco (recebeu o Prémio Revelação nos Globos de Ouro com “Coração de Ouro” e estreou-se em teatro com “Quase Normal”, com encenação de Henrique Feist); Paulo Vintém (Fundador dos D’ZRT, participou na versão portuguesa de “High School Musical” e nos programa televisivos “A Tua Cara Não Me É Estranha” e “Dança com as Estrelas”); Joana Brito Silva (Licenciada pela Escola Superior de Teatro e Cinema e participou em produções teatrais no Teatro da Comuna e no Teatro Tivoli); José Lobo (Artista circense, bailarino e ator que já foi dirigido por João Brites, Álvaro Correia, Francisco Salgado, Ana Zanatti, João Gil, entre outros); Diogo Bach (Trabalhou com Rita Ribeiro, Ana Borralho & João Galante, e recebeu o Prémio de Melhor Interpretação Masculina no Concurso Nacional de Teatro 2016 pela participação na peça O Bicho do Teatro, de Sofia Ângelo).

Esta é uma história intemporal sobre o amor e amizade e sobre a importância da honestidade e de nunca nos deixarmos de surpreender pelo mundo que nos rodeia. A não perder, de 10 de março a 29 de abril no Teatro da Trindade.