Atualidade

Daniel Radcliffe tem doença neurológica

O problema com alcoolismo vivido por Daniel Radcliffe foi tornado público em 2011, quando o ator falou abertamente sobre o assunto. O que poucos sabiam até hoje é que o alcoolismo surgiu como uma maneira de Radcliffe enfrentar um distúrbio psicomotor, uma doença neurológica que afeta os seus movimentos e a memória.

Esta revelação e outras estarão na biografia não autorizada do protagonista de “Harry Potter”, intitulada “The Life and Career of Daniel Radcliffe” (“A Vida e Carreira de Daniel Radcliffe”, em tradução livre), escrita pelo jornalista Randy Jernigan, que será lançada em julho nos EUA e na Europa.

“Ele viveu episódios em que não conseguia fazer nada, nem amarrar os cordões dos sapatos”, diz Jernigan em entrevista ao site “Radar Online”. O escritor também conta que as gravações de “Harry Potter e a Pedra Filosofal” (2001) foram interrompidas diversas vezes por causa da doença.

“Daniel sentia que o distúrbio o deixava para trás. Ele não se via como um rapaz normal”, refere o biógrafo. “Daniel começou a tomar algumas bebidas na casa dos pais. E quando foi morar sozinho, aos 17 anos, tornou-se totalmente dependente do álcool. Ele tentava esconder os seus problemas com a bebida”, acrescenta.

À publicação, Jernigan afirma também que desde março de 2013 Radcliffe enfrenta um quadro de depressão, desenvolvido após a morte do amigo e colega de elenco dos filmes do feiticeiro, Richard Griffiths. Contudo, o problema não o levou a uma recaída, e hoje ele está sóbrio.

Para escrever a biografia, o jornalista entrevistou cerca de vinte pessoas próximas ao ator. Apesar dos momentos em que narra os problemas de saúde e vícios, Jernigan foca o livro na carreira de Radcliffe.

Daniel Radcliff