Atualidade

Robbie Williams diz não ser “hipócrita” e atuará na abertura do Mundial

O artista britânico, de 48 anos, tem sido alvo de muitas críticas desde que disse ‘sim’ ao convite para atuar na cerimónia de abertura do Mundial de Futebol do Qatar.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Robbie Williams (@robbiewilliams)

Robbie Williams defendeu a sua posição dizendo, não ser um “hipócrita“. Num recado enviado a todos os que o criticam nas plataformas digitais, atirou: “Aqueles que escrevem mensagens online a dizer ‘não ao Qatar!’, fazem-no em plataformas com tecnologia chinesa“.

Se boicotamos isto, temos de boicotar o mundo todo. E depois ninguém vai a lado nenhum“, disse ao semanário italiano Il Venerdì di Repubblica.

Claro que eu não tolero nenhum abuso dos direitos humanos“, sublinhou aquele que é apontado como um dos mais bem-sucedidos cantores do mundo, explicando que, caso tivesse de deixar de atuar em todos os países que não respeitam os direitos humanos, faria “a digressão mais curta do mundo“.

Se não tolerássemos abusos dos direitos humanos no resto do mundo, o resultado seria a digressão mais curta do mundo. Eu não conseguia nem mesmo tocar na minha cozinha“, explicou.

“Seria hipócrita da minha parte não ir“, afirmou, pois “acho uma hipocrisia, porque senão teríamos que aplicar o mesmo raciocínio unilateralmente para ao resto do mundo e, nesse caso, ninguém mais poderia ir a lugar nenhum“.

Robbie Williams junta-se assim a Jungkook, dos BTS, e aos Black Eyed Peas, que também atuarão na cerimónia de abertura do Mundial que acontece este domingo pelas 16h00 de Portugal continental.

A equipa das quinas tem estreia marcada no grupo H do Mundial2022 a 24 de novembro, diante do Gana (16h00). A 28 novembro defronta o Uruguai (19h00), e a Coreia do Sul, de Paulo Bento, a 2 de dezembro (15h00).

Dua Lipa, Rod Stewart e Shakira recusaram as propostas milionárias para atuarem na cerimónia da 22ª edição do Campeonato do Mundo de Futebol.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Cristiano Ronaldo (@cristiano)