Atualidade

Piqué enfrenta fúria após tomada de posição em luta Madrid-Barcelona

Este sábado de manhã Madrid recebeu uma manifestação contra o referendo na Catalunha. O governo catalão (Generalitat) marcou para amanhã, 1 de outubro, uma consulta popular sobre a independência da Catalunha, declarado inválido pelo Tribunal Constitucional de Espanha.

Enquanto os catalães ofereceram cravos e cantaram a “Grândola Vila Morena”, para defender a independência e o referendo, milhares de pessoas juntaram-se na capital espanhola sob o mote “Espanha unida jamais será vencida”.

“Des d’avui i fins diumenge, expressem-nos pacíficament. No els hi donem cap excusa. És el que volen. I cantem ben alt i ben fort. #Votarem” (A partir de hoje e até domingo, vamo-nos expressar pacificamente. Nós não lhes damos qualquer desculpa. Isso é o que eles querem. E cantamos bem alto e muito forte. Vamos votar), escreveu o jogador de futebol Piqué no Twitter a 28 de setembro.

O apelo ao voto no referendo valeu ao craque uma chuva de críticas, especialmente por parte de adeptos espanhóis que não querem que aquele represente a camisola de Espanha.

“Estou muito contente de voltar à seleção, a ver se ganhamos o primeiro jogos e nos classificamos, que é importante. Queremos voltar a estar numa fase final de um Mundial, é sempre emocionante”, destacou Piqué, citado pelo ‘Sport’.

“Jogar com a seleção é sempre um orgulho e uma motivação enorme. Se o mister me voltou a chamar é porque significa que estou a fazer as coisas bem”, finalizou.

Também Sergio Ramos, colega do defesa na seleção e seu ‘rival’ por jogar no Real Madrid, veio comentar o tweet. “Talvez esse tweet não seja o melhor para o grupo [seleção espanhola]. Mas cada um é livre para dizer o que pensa”, disse.

Também Tamara Falcó, irmã de Julio Iglesias Jr., de Enrique e Chabeli (filhos da mesma mãe: Isabel Preysler), já tomou a sua posição de união.

“España 🇪🇸 unida” (Espanha é unida, num trocadilho entre a sigla ‘ES’ de Espanha e a forma verbal), escreveu este sábado no Instagram enquanto publicava a bandeira nacional.

A jovem, de 35 anos, filha da ex-mulher de Julio Iglesias com o conde Carlos Falcó, recebeu vários comentários dos seguidores. Na sua maioria concordavam com Tamara, incluindo catalães que não queriam a independência por se sentirem espanhóis.

Até a Miss Bumbum de 2015, conhecida fã do clube catalão e ‘demasiado’ fã de Messi, deu o seu parecer neste assunto.

A brasileira Suzy Cortez, apelou ao voto no referendo.

“Votarem! #freecatalonia #ReferèndumCAT #democracy #1Oct”, escreveu este sábado no Twitter, onde partilhou uma imagem com a bandeira da Catalunha e uma urna de voto.

O ambiente no país vizinho continua quente e prevê-se que piore no domingo. Escolas já foram ocupadas na Catalunha para garantir realização do referendo, sendo que o Presidente da Catalunha promete realização de referendo para “mudar a história”.

Também o governo de Madrid mantém a sua posição e garante que não haverá referendo.

Uma situação que não deixa ninguém indiferente.