De chorar por mais

Restaurante Cancela Velha

C(H)ANCELA VELHA

O Marco de Canavezes é uma das mais bonitas terras do “entre Douro e Tâmega”. Atravessado pelo Rio Tâmega que aqui se alarga generoso, tem um património público e familiar de enorme interesse turístico e cultural. Dela se conta a lenda ilustre da “Cana” que matou a sede à rainha D. Maria e que pediu que a guardassem por que podia servir às “vezes”.

Mas estamos aqui para falar dos grandes restaurantes do Norte. E é este o caso, pois, mesmo no Centro, por baixo do belíssimo Solar dos Serpa Pintos mora uma casa antiga de comer chamada Cancela Velha.

Superiormente liderada por Manuel Monteiro que domina a sala com aquela mestria dos empreendedores antigos, teve ainda a visão de casar com a Chefe de Cozinha Srª D. Fernanda Monteiro – que entra sem favor no lote escolhido das melhores cozinheiras de Portugal.

Cancela Velha7

Comemos a posta, de carne arouquesa, certificada. Vinha macia, adornada ainda da gordura que a acarinha, e acolitada por umas batatas tão bem assadas que hesitávamos sempre por onde começar. Os legumes assados estavam no ponto certo de cozedura e deixavam-se envolver com volúpia pela certeza terna da carne.

Bebemos o Cancela Velha – que vinho bonito, bem feito, com o trapio do Douro. Depois tentamo-nos por umas costeletinhas de anho. Estavam tão tenras, tão húmidas, tão apaladadas que, logo, ficou ali aprazado um regresso para comer o bicho todo. De resto, o anho assado desta Cancela Velha é um caso sério da gastronomia portuense.

Claro que os bacalhaus pontificam aqui com a mesma bravura de quem faz esta carne suculenta e macia. Grelhado na chapa ou com cebola e batata frita, o rei dos mares é aqui tratado com a sapiência devida. E pode também tentar-se com outros peixes que não sendo o timbre da casa aqui se servem com frescura e rigor absolutos.

Aos sábados e dias de Feiras não perca as tripas à Fernandinha que parece que são coisa séria, tantos são os aficionados que delas nos falaram.

Cancela Velha4

Certeza também para o arroz pica no chão – as cabidelas de entre o Douro e Minho, feitas nesta terra, com o saber das grandes cozinheiras da terra. A vitela ou (eu prefiro) a sua aba assadas com a mesma “formatura” do anho, não podem ser esquecidas por quem visitar esta bonita cidade. Digo a cidade porque, se cá estiver e não vier ao Cancela Velha, comete certamente um pecado grave. Daqueles que a Igreja classifica na categoria das nossas (piores) omissões.

O serviço é… o Senhor Manuel. E isso é dizer tudo em termos de simpatia, atenção e antecipação àquilo que adivinha que gostávamos de provar. Excelente a carta de vinhos – ampla e generosa, sem esquecer a terra mas alargando-se a todas as outras regiões.

Sobremesas tradicionais que aqui a doçaria não é de brincadeira e os doces originais da Teixeira vêm à mesa desta Cancela Velha em todo o seu esplendor.

Grande Cancela Velha ou melhor dizendo, grande, muito grande, esta Velha Chancela do melhor que se faz no entre Douro e Minho.

Cancela Velha6

FICHA TÉCNICA:
Restaurante Cancela Velha
Praça Movimentos das Forças Armadas, nº 36
Fornos
4630-224 Marco de Canavezes
Tlf.: 255 523 630
Tlm: 918 628 721
E-mail: correio@restaurantecancelavelha.pt