Televisão

Oceana Basílio partilha passado de drogas e de superação

Na tarde desta sexta-feira, a atriz Oceana Basílio, que dá vida a Teresa, em “Golpe de Sorte”, esteve no programa da Júlia, na SIC. Entre surpresas de amigos e familiares, a atriz falou de momentos menos felizes.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Amei tudo até o meu nervosismo. Cada surpresa. Amo-te filha. Aos meus amigos um grande obrigada, mesmo os vídeos que não passaram e estou a ver agora, 😍. Muito grata por vos ter na minha vida. Estou de coração cheio. E a @oficialjuliapinheiro é um mulherão. @sicoficial

Uma publicação partilhada por Oceana Basílio (@oceanabasilio) a

Oceana recordou os três anos em que consumiu cocaína e heroína. O consumo destas substâncias começou quando tinha 18 anos, dois anos depois de ter chegado a Lisboa para estudar teatro e seguir a carreira na representação.

Foi uma fase, foram três anos. Faz parte de mim, mas não definem os meus 40 anos de vida. Às vezes os meus pais ficam mais triste quando se toca nesse assunto, precisamente porque foi uma fase que eles não se aperceberam e para eles quase nem existiu. Hoje em dia a única que faço é, sempre que posso, na minha vida privada, ajudo quem quer ser ajudado. De resto, não foi uma coisa que eu quisesse partilhar, alguém partilhou por mim e depois no ‘Alta Definição’, achei que era o sítio correto para falar sobre o assunto. Passou, está vivido“, justificou.

Oceana Basílio explicou que entrou no mundo das drogas pesadas para provar a uma pessoa que podia ser mais forte que a dependência. “Achava que era muito mais forte do que qualquer coisa e quis mostrar a essa pessoa que era possível e que eu conseguia. Portanto, não pensem que isso é possível“, alertou.

Parou quando percebeu que “tinha que reconquistar tudo e que todos os sonhos que tinha por realizar seriam possíveis se estivesse bem” e recorreu ao grupo dos Nárcoticos Anónimos para conseguir livrar-se do vício.

Neste processo, o pai foi uma peça importantíssima para Oceana voltar a reerguer-se: “O meu pai foi fundamental. Os momentos mais importantes de transição da minha vida foi o meu pai. Com a sua dureza e inteligência emocional“.

Oceana Basílio teve uma filha aos 25 anos, estava no início da sua carreira quando a maternidade mudou a sua vida para sempre. Francisca, de 14 anos, que sempre viveu com ela, pediu recentemente para ir viver com o pai. Uma decisão que embora difícil para a atriz, em nada mudou a relação de proximidade entre as duas.