Ninguém tem vontade: cronologias e os buracos da solidão. Mas é necessário: a largada e a distância.

Depois da transcendência, só nos resta a aceitação. O conflito da perda. Uma barreira entre o coração. A impertinência de cada regime. Uma amostra de cada burocracia emocional.

UMA FRIDA, será um exercício, ou melhor, um cataclismo poético sobre histórias de amor. Uma exibição de memórias que vão perdurar num tempo. UMA FRIDA, é uma herança.

Criação HUGO OLIM, MARIANA MAGALHÃES E SOFIA SANTOS SILVA
Texto SOFIA SANTOS SILVA
Design de Iluminação CAROLINA CARAMELO
Produção JOANA COELHO CUNHA
Fotografia SOFIA BERBERAN
Edição DAKID
Direção de arte HUGO OLIM
Vídeo (Teaser) JOÃO LOURENÇO

19 a 21 de abril às 21h30
Palácio do Bolhão, Porto