Joana Providência encena um texto para a infância de Afonso Cruz.

Há coisas obviamente importantes que dançam e são protagonistas do baile da vida, lembramo-nos imediatamente da Natureza, dos seus elementos, das virtudes… mas chegarão também coisas insignificantes, outras inúteis, outras que não passam de detalhes.

21 a 26 de abril, na Fundação Lapa do Lobo
2 a 8 de junho, no CCVF, programa Mais Dois
3 e 4 de julho, no festival MIMARTE
14 de julho, no Teatro Maria Matos