Esta comédia é uma adaptação de Carlos Areia do original “Le don d’Adele” de Barillet e Gredy, que conta a história divertida de uma típica família portuguesa composta pelo pai, que é advogado (mas pouco), pela mãe, que tem a mania que é socialite (tá a ver?) e a única coisa que sabe fazer é embirrar com as criadas.
O casal tem dois filhos. A filha é estudante e não vive sem o telemóvel, o filho é músico, toca num bar e, quando o deixam, toca também nas criadas.
Desesperada e sem empregada, a matriarca da família decide contratar uma criada ucraniana, que de criada nada tem, mas tem (diz ela) visões. Esta, ao tentar adivinhar o futuro da família, baralha de tal maneira o passado que cria no presente situações tão confusas e hilariantes, levando toda a família à triste conclusão: a nossa empregada é dos diabos!