O Teatro do Noroeste apresentou esta semana a sua programação até ao final do ano, destacando-se a realização da primeira edição do Festival de Teatro de Viana do Castelo, em novembro. Numa ação de “descentralização invertida”, a companhia vianense apresentou as suas novidades em três cidades: Lisboa, Porto e Viana do Castelo.

O mês de setembro começa com o espetáculo “Quem Tem Medo de Virginia Woolf?”, com encenação de Diogo Infante e interpretação de Alexandra Lencastre, Diogo Infante, Lia Carvalho e José Pimentão. Decorre a 8 de setembro, pelas 21h30, integrado no A 4 Mãos, ciclo de programação conjunta do Teatro do Noroeste e da Câmara Municipal de Viana do Castelo. Após a sessão, terá lugar o Digestivo – Conversas pós-espetáculo, apenas para portadores de bilhete para o espetáculo.

Na semana seguinte, a 17 de setembro, também às 21h30, a companhia vianense acolhe o espetáculo “As Três Irmãs”, um monólogo a três tempos com encenação e interpretação de Cátia Terrinca e produção da companhia UMCOLETIVO, a partir do clássico de Anton Tchékhov.

A 6 de outubro, estreia a 133ª produção do Teatro do Noroeste, “(I)Migrantes”, com encenação do inglês Graeme Pulleyn, que regressa a Viana depois de em 2016 ter dirigido o espetáculo “Anjo Branco”. A dramaturgia é de Ricardo Simões e a interpretação de Adriel Filipe, Ana Perfeito, Elisabete Pinto e Tiago Fernandes, com música ao vivo de Francisco Pires. Estará em cena no Teatro Municipal Sá de Miranda até 21 de outubro, de quarta a sexta às 21h30 e aos sábados às 17h00 e também às 21h30.

Em novembro, acontece a edição inaugural do Festival de Teatro de Viana do Castelo, mais um dos pontos altos do quadrimestre e o primeiro projeto do Teatro do Noroeste – CDV a receber apoio da Direção Geral das Artes desde 2012. Este festival decorre durante 9 dias, entre 10 e 18 de novembro, estando a apresentação da programação prevista para outubro.

No final do mês, a 30 de novembro, regressa “Perdição”, espetáculo de Fernando Gomes a partir da obra camiliana, com Melânia Gomes, que estreou em março passado e foi um enorme sucesso de bilheteira em Viana do Castelo. Fica em cena no Teatro Municipal Sá de Miranda até ao dia 16 de dezembro, de quarta a sexta às 21h30 e aos sábados às 16h00 e também às 21h30.

No dia 6 de dezembro, o Teatro do Noroeste celebra o seu 26º aniversário, fechando o ciclo de programação iniciado na comemoração do seu quarto de século, com eventos a decorrer às 18h30 e às 00h00.

Na semana antes do Natal, entre os dias 18 e 22 de dezembro, acontece o Workshop de Teatro – Férias de Natal, para crianças entre os 6 e os 12 anos, com o tema “Síria, Viana, Refúgio, que colmata assim o quadrimestre de programação que o Teatro do Noroeste – CDV dedica ao fenómeno das migrações.

Até ao final desse mês, mantêm-se em funcionamento as Oficinas de Teatro regulares do Teatro do Noroeste (ATIVAjúnior, ATIVAsénior e Enquanto Navegávamos), que trabalham às terças-feiras, entre as 18h30 e as 20h00 e que também apresentarão, a 12 de dezembro, às 21h30, no Teatro Municipal Sá de Miranda, o exercício performativo “Somos Todos Migrantes”.

A exposição retrospetiva “Teatro do Noroeste – CDV 25 Anos”, com curadoria de Paula Anjos, continua também patente no Teatro Municipal Sá de Miranda até ao final do ano, de terça a sábado das 09h00 às 19h00, com entrada livre e visitas guiadas para grupos escolares e turísticos.