thumbs.web.sapo.io

Mais do que um concerto, no próximo dia 27 de Julho o Coliseu Porto recebe a grande celebração do percurso artístico e de vida da grande embaixadora da música cubana Omara Portuondo. E como não há festa sem amigos, a lenda viva dos Buena Vista Social Club™ assinala os 85 anos que completou em finais do ano passado e os 70 dedicados à música, com uma série de concertos na companhia de um dos mestres e voz maior do flamenco, Diego el Cigala.
Omara Portuondo e Diego el Cigala cruzaram-se pela primeira vez nos palcos no Hollywood Bowl, em Los Angeles, no Verão passado e foi tanta a cumplicidade sentida que houve necessidade de aprofundar o encontro com uma digressão conjunta, a “85 Tour”, onde ambos embarcam numa viagem apimentada pelos clássicos eternos da música cubana, assim como pelos temas do reportório de cada um.
Omara Portuondo, tantas vezes comparada aos expoentes do jazz como Billie Holiday ou Edith Piaf e cuja voz cálida e fulgorosa só melhorou com a idade, faz a retrospectiva da sua carreira, a começar pelos seus anos de juventude e o amor pelo cabaret transportado até aos dias de hoje, sem esquecer os tempos mágicos de Buena Vista. Diego El Cigala, expoente mundial do flamenco, vencedor de vários Grammy, conta já com algumas incursões pelos ares de Havana, sendo um dos seus albúns mais prestigiados, “Lágrimas Negras”, feito em colaboração com Bebo Valdés (figura incortonável da época de ouro da música cubana), unindo os ritmos cubanos à voz flamenca do cantor espanhol.
“Celebrating Music”, mote desta digressão mundial que junta Omara Portuondo e Diego el Cigala e que passa pelo Coliseu Porto a 27 de Julho, não poderia antecipar melhor a promessa de uma enorme festa a que nunca falta o “feeling”, ingrediente principal a que Omara Portuondo sempre se refere e que lhe vale o carinhoso cognome de “namorada do feeling”.