o-galo-vaidoso-museu-do-oriente-ano-do-galo

Inspirado no ano do Galo, que começa a 28 de Janeiro, o Museu do Oriente organiza duas oficinas para crianças que lhes dão a conhecer um dos 12 animais que, segundo a lenda, terá respondido ao chamamento de Buda e se tornou um dos protagonistas do zodíaco chinês.

Nobre e emproado e de peito bem armado, o Galo é o convidado de honra da oficina “O galo vaidoso!” que se realiza na manhã de 21 de janeiro, para bebés dos 12 aos 24 meses, acompanhados por um adulto. Trata-se de um atelier dramatizado que alia, à componente teatral, a diversidade de estímulos e o desafio à participação.

O Galo é também a personagem fundamental do jogo com o mesmo nome – “O jogo do galo!” – que dá o mote à oficina de dia 22. Partindo das peças em exposição no museu, desafiam-se as famílias (com crianças a partir dos cinco anos) a procurar este animal pelo Oriente e a conhecer a sua simbologia.

Segundo reza uma antiga lenda chinesa, Buda terá convocado todos os animais para uma reunião, mas apenas 12 compareceram. Em agradecimento, foram transformados nos signos da astrologia chinesa correspondendo, a cada um deles, um ano lunar chinês. De acordo com esta lenda, apresentaram-se, por ordem de chegada: rato, boi, tigre, coelho, dragão, cobra, cavalo, cabra, macaco, galo, cão e porco.