A atriz francesa Annie Girardot esqueceu-se das deixas da sua personagem em cena. Permaneceu numa casa de repouso até regressar a Paris. A digressão internacional do seu monólogo teve de ser cancelada.
Annie morre alguns anos após este incidente.
Regressa neste espetáculo com a expectativa de mudar os últimos anos da sua vida, marcados pela falta de trabalho, a perda da memória e o esquecimento.
Esta é uma oportunidade para os criadores e todas as atrizes esquecidas de permanecerem na memória do público.

Texto, encenação e interpretação: Elmano Sancho e Juanita Barrera
Apoio à dramaturgia: Rui Catalão
Espaço Sonoro: Pedro Costa
Iluminação: Alexandre Coelho
Fotografia: Alípio Padilha
Produção executiva: Carolina Lombana (COL) e Nuno Pratas (PT)