A Fundação EDP apresenta duas novas exposições: Fernanda Fragateiro: dos arquivos, à materia, à construção e a 12ª edição do Prémio Novos Artistas Fundação EDP com os finalistas Ana Cardoso, Bernardo Correia, João Gabriel, Ana Guedes, Igor Jesus e Claire de Santa Coloma.

A sessão de apresentação das exposições está marcada para o próximo dia 20 de junho, pelas 09h45, no Edifício Central e contará com a presença de Pedro Gadanho, Diretor do MAAT; dos artistas e dos curadores das exposições.

A exposição Fernanda Fragateiro: dos arquivos, à matéria, à construção reúne as três obras da artista pertencentes à Coleção de Arte Fundação EDP, nomeadamente Architecture, a place for women? adquirida em 2016, peças que pontuam o seu percurso ao longo dos anos e obras especificamente concebidas para a exposição. Através das peças propositadamente construídas para esta exposição, a artista propõe desenhar e estruturar o próprio espaço de exposição mostrando como o seu trabalho tem uma relação umbilical com a arquitetura.

A forma como expõe as matérias, as metodologias e os conteúdos de investigação mostra a importância que a artista atribui aos processos de trabalho. Os estímulos que recebe são, também eles, matéria-prima para a construção da obra de arte: desenhos, fotografias, livros, páginas de livros, rumores, restos de materiais, ensaios de escala, testes cromáticos, etc. Nas palavras da artista, este projeto realizado para a Central 2 pode ser lido como “uma janela, que se abre e fecha, sobre os processos de elaboração da obra de arte, convertidos eles mesmos em obra”.

Os novos talentos e as novas propostas artísticas continuam a ser uma forte aposta da Fundação EDP, e a 12.ª edição do Prémio traduz a vontade de continuar a apoiar e a dar visibilidade à arte contemporânea nacional. O Prémio Novos Artistas Fundação EDP foi constituído em 2000 e desde então já distinguiu nomes como Joana Vasconcelos, Leonor Antunes, Vasco Araújo, Carlos Bunga, João Maria Gusmão e Pedro Paiva, João Leonardo, André Romão, Gabriel Abrantes, Priscila Fernandes, Ana Santos ou Mariana Silva.

A premiação destes artistas e a oportunidade de exporem numa instituição e de trabalharem, muitos deles pela primeira vez, de forma profissional e orientada por um curador, tem-se revelado fundamental para o início ou reforço de significativas e notáveis carreiras nacionais e internacionais. Ana Cardoso, Bernardo Correia, João Gabriel, Ana Guedes, Igor Jesus e Claire de Santa Coloma são os seis artistas que integram a exposição coletiva do Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2017.

Selecionados por Ana Anacleto, Filipa Oliveira e João Silvério, também curadores da exposição, os artistas finalistas apresentam novas obras, produzidas para esta exposição que estará patente na Galeria Central 1. Os seis foram selecionados a partir de um conjunto de mais de 600 candidatos. O vencedor será escolhido por um júri internacional durante o decorrer da exposição.

As exposições no edifício central do MAAT, em Lisboa, abrem ao público no dia 21 de junho, quarta-feira, a partir das 12h e até às 20h00. Até 9 de outubro.