Um espectáculo cheio de humor, animais, ventriloquismo, música, estupidez e estórias da vida.
Durante quase 90 minutos, João Seabra enche o palco com os seus “amigos”, o macaco Sidónio, o burro Zoina, o velho Antunes, a avestruz Truz e muitos outros e partilha estórias, momentos de humor, sketchs cómicos, musicas engraçadas e idiotice inata, num espectáculo de ritmo delirante onde as situações de humor surgem a um ritmo alucinante não deixando o espectador respirar.