phpthumb-php

A fadista residente da conhecida casa de fado O Senhor Vinho vem a Almada apresentar o seu mais recente álbum, Muito depois. Promete um concerto intimista com os 16 temas do álbum, onde se destaca o tema Lisboa de madrugada, que deu origem a um single, o poema de amor Com penas de ternura e O avesso do destino, que Tiago Torres da Silva escreveu no dia que perdeu os pais. A fadista revisita também antigos êxitos, num concerto que a traz pela primeira vez à sala Principal do TMJB.

Muito depois sucede a Sétimo fado, álbum lançado em 2010, e surge como um álbum de reflexão e celebração, coincidindo com a gestação e o nascimento do primeiro filho de Joana Amendoeira. A fadista reconhece que este disco “celebra o sentido da Vida nos seus caminhos mais luminosos, como o amor, a amizade e a maternidade, passando igualmente pelos mais sombrios, como a desilusão, a perda, a solidão e a saudade”.

Joana Amendoeira acrescenta que, embora o seu fado mantivesse a luminosidade habitual, chega agora “a outros pontos do coração”. Para tanto rodeou-se de compositores e letristas como Tiago Torres da Silva, Joaquim Pessoa, José Niza, Vasco Graça Moura, Natália Correia, Manuel Alberto Valente, Maria Manuela Cid e Amélia Muge.

A acompanhar Joana Amendoeira em Almada estará o seu núcleo de instrumentistas, constituído pelo seu irmão Pedro Amendoeira na guitarra portuguesa, por Rogério Ferreira na viola de fado e por António Quintino no contrabaixo, com uma linguagem mais próxima do jazz.