A 2ª Bienal de Arte de Gaia, homenageou, uma vez mais, um Artista de Referência de Gaia, desta feita Guilherme Camarinha.

Aluno e professor da Escola de Belas Artes do Porto, nasceu em 1922 distinguindo-se pela criação de uma série admirável de tapeçarias.

Assim, a Fundação Escultor José Rodrigues como um dos Polos da Bienal de Arte de Gaia, acolhe uma coleção especial, que se resume a um acervo de afetos familiares.

Este acervo apresenta-nos um belo exemplar de tapeçaria, assim como, diferentes estudos de tapeçarias, alguns trabalhos a óleo e ainda esculturas em gesso e bronze.

Até 30 de Setembro | Entrada Gratuita

Rua da Fábrica Social, s/n
4000-201 Porto