Em Março prometeram conquistar Lisboa com a Canção de Coimbra. E fizeram-no!
Em Outubro, a viola de Luis Ferreirinha, a guitarra portuguesa de Ricardo Dias, o acordeão de Ricardo J. Dias e as melodiosas vozes de José Vilhena e Nuno Correia da Silva estão de regresso ao Teatro Tivoli BBVA para mais uma viagem no tempo e nas melodias que fazem do Fado de Coimbra um símbolo nacional.
Original de Coimbra, é na antiga capela de Nossa Senhora da Vitória (fundada em 1361 e abandonada no século XIX) que o grupo de fados à capella se apresenta diariamente, desde 2004. Antigos alunos de Coimbra, partilham a paixão pelo som da canção de Coimbra, que afirmam único pelas diversas influências que absorveu ao longo dos séculos. No seu repertório não trazem apenas o tradicional fado, mas também trovas, baladas e canções de intervenção, sempre acompanhadas pela imprescindível guitarra portuguesa.