Mestre António Chainho e o projecto Monda juntos num espectáculo de fusão e reinterpretação de dois géneros iconográficos portugueses elevados a Património Imaterial da Humanidade: o Fado e o Cante Alentejano.

Para lá de todas as geografias estão os caminhos da alma, as histórias dos homens, por dentro da sua música. São essas histórias do campo, da cidade, de trabalho e celebração que mestre António Chainho e o projecto Monda reúnem neste espetáculo.

Mais que celebrar dois Patrimónios Imateriais da Humanidade, exploram-se caminhos, encurtam-se distâncias e desenham-se novas rotas no mapa na geografia da música portuguesa.

Um projecto a acompanhar em 2017. O primeiro concerto é já dia 4 de Março, em Matosinhos, no Teatro Municipal Constantino Nery.