Print

O ator César Mourão estreia a 2ª temporada do monólogo “Esperança” no Teatro Sá da Bandeira, no Porto, nos dias 20 e 21 de Junho. A peça foi escrita pelo mesmo, juntamente com Frederico Pombares e dirigida pelo encenador brasileiro André Paes Leme.

Diz o povo que “a Esperança é a última a morrer” e o ditado é levado à risca nesta comédia poética. Na pele de Esperança, uma simpática senhora que tem muita opinião e alguns segredos, César Mourão dá vida ao olhar saudoso de uma divertida octogenária.

Que a morte chega a todos, nós sabemos, mas, se depender da vontade de Esperança, ela irá agarrar-se, enquanto puder, à predestinação do seu nome. Será a última a morrer, nem que para isso tenha que se manter ocupada durante todos os instantes que restam da sua vida. Na espera eterna de viver um grande amor, Esperança, com muito humor, relembra o passado e alfineta as mudanças dos novos tempos. Ela sabe que está perto do fim, mas como “a Esperança é a última a morrer”, ela ainda sonha em reencontrar o grande amor da sua vida.