Delírio em Las Vedras

“A vida são dois dias e o Carnaval três. Mas o Carnaval de Torres Vedras dura seis dias!”

No Carnaval de Torres Vedras não há diferença entre atores e espetadores, tudo é simultaneamente encenado e espontâneo. Uma comédia surreal de costumes, ‘Delírio em Las Vedras’ é um filme que ultrapassa qualquer definição ou género.

Durante sete dias (seis dias de Carnaval mais a noite do seu enterro), um grupo de repórteres inspirados nos diferentes estilos dos canais televisivos, dos canais pimba aos culturalistas, dos radicais aos musicais, dos radiais aos canais 3D, invade o Carnaval de Torres Vedras.

O seu objetivo é garantir o máximo de audiência. E estão dispostos a tudo para isso! Os repórteres mascaram-se de forma a poderem misturar-se com a multidão, quebrando assim todas as barreiras e tornando-se parte da Realidade do Carnaval. Tudo é real dentro do surrealismo do Carnaval de Torres Vedras.

‘Delírio em Las Vedras’ é uma ficção que invadiu o real, atravessando territórios, jogando com questões centrais à nossa sociedade mediatizada. É uma viagem caleidoscópia da qual ninguém sai incólume e uma manifestação espontânea da arte de viver e de representar.

Como dizem em Torres Vedras: “O Carnaval devia ser todos os dias!”

Um filme 3D de Edgar Pêra, que estreia a 9 de fevereiro nos cinemas.