b_deixemopimbaempaz_1132x472

Quando uma ideia resulta em concertos esgotados, público rendido, um disco editado, Coliseus ao rubro, há qualquer coisa que se passa e o melhor é descobri-la ao vivo, agora ao lado da fantástica Orquestra Filarmonia das Beiras


Passaram mais de dois anos desde que nasceu o “Deixem o Pimba em Paz”, um projecto que encontrava arranjos musicais de jazz e pop para músicas pimba. E era para ter ficado por aí. Mas cedo ganhou mais corpo do que a medida planeada, e espalhou raízes por todo o país numa digressão para lá do imaginado. Surge então a ideia de nos espalharmos ao comprido com mais pessoas em palco.


Há mais de um ano esgotámos o Coliseu Porto e agora regressamos com a Orquestra Filarmonia das Beiras. Voltar sempre ao lugar onde se foi feliz. E é assim que chegamos ao Coliseu Porto agora com a Orquestra Filarmonia das Beiras, e desta vez com o Mário Laginha que convidei para nos ajudar nos arranjos. Infelizmente, para a carreira dele, aceitou.


Música Pimba e Orquestra Filarmonia das Beiras: é isto. E o resto que seja o que cada um quiser.


No dia 13 de fevereiro “Deixem o Pimba em Paz” sobe ao palco do mítico Coliseu Porto com a participação da Orquestra Filarmonia das Beiras, inserido no Festival Montepio Às Vezes o Amor.


Montepio Às Vezes o Amor é uma festa de música e emoções repartidas por quatro cidades portuguesas. Nos dias 13 e 14 de Fevereiro, o amor espalha-se de Norte a Sul. Portugal fica mais amoroso. Quatro amados nomes da música portuguesa fazem da paixão canções derramadas em quatro palcos diferentes.


Acima de tudo, haverá música para preencher os corações que se apaixonam.