Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra, agora na sua segunda edição e com curadoria de Delfim Sardo, dedica-se ao tema «Curar e Reparar».

Os artistas convidados, concebendo obras especificamente para a bienal ou representados com peças previamente existentes, dão expressão a múltiplos entendimentos (sociais, pessoais, ambientais ou arquitetónicos) desta preocupação da nossa relação com o mundo e com o outro.

Ocupando vários espaços da cidade, desde a Alta e a Universidade — na zona que é Património da Humanidade — até Santa Clara, na outra margem do rio, o Anozero repensa o tecido urbano e propõe outros percursos.

A bienal é produzida pelo CAPC, Círculo de Artes Plásticas de Coimbra — uma instituição de divulgação artística ativa desde 1958 —, e organizada em conjunto com a Câmara Municipal e a Universidade de Coimbra.

Artistas ANOZERO’17

Alexandre Estrela
Ângela Ferreira
Buhlebezwe Siwani
Céline Condorelli
Danh Võ
Dominique Gonzalez-Foerster
Ernesto de Sousa
Fernanda Fragateiro
Francis Alÿs
Franklin Vilas Boas
Gabriela Albergaria
Gustavo Sumpta
Henrique Pavão
James Lee Byars
Jill Magid
Jimmie Durham
João Fiadeiro
João Onofre
Jonathan Uliel Saldanha
Jonathas de Andrade
José Maçãs de Carvalho
Juan Araujo
Julião Sarmento
Kader Attia
Louise Bourgeois
Lucas Arruda
Manon Harrois
Marwa Arsanios
Matt Mullican
Paloma Bosquê
Pedro Barateiro
Salomé Lamas
Sara Bichão
William Kentridge