Uma crítica social em 80 gravuras.

Francisco de Goya y Lucientes(1746-1828), pintor e gravador espanhol, fundador do movimento Romântico e percursor do Impressionismo, foi um dos mais importantes artistas plásticos do final do século XVIII.

Embora pintor oficial da corte de Carlos IV, de Espanha, foi um crítico feroz à sociedade em que viveu, como demonstrou em CAPRICHOS, uma colecção de 80 gravuras onde censurou os vícios humanos e as instituições políticas, denunciou as injustiças sociais e satirizou os comportamentos da sociedade, sobretudo das classes da nobreza e clero.

Passados quase duzentos anos, a necessidade de justiça social manteve-se pelo que a UNESCO, em paralelo com o plano Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ONU), promove o projecto Dancing for the Millennium Goals (A Dançar pelos Objectivos do Milénio), no qual a presente exposição se insere.

Apresentada pela Câmara Municipal de Sintra e Fundação Cultursintra FP, é um projecto UAU, em parceria com o Museo Casa Palácio e conta com o apoio da UNESCO e da Fundació Fórum Universal de les Cultures.

Local: MU.SA Museu das Artes de Sintra

Até 10 Setembro
3ª a 6ª | 10h às 20h
Sábados e Domingos | 14h às 20h