Aurea estreou-se em 2010 com um álbum homónimo que rapidamente atingiu o 1º lugar da tabela de vendas em Portugal. O disco esteve durante 32 semanas consecutivas no top nacional, tendo permanecido 8 semanas no 1.º lugar. No ano seguinte, o seu talento foi reconhecido na Gala dos Globos de Ouro SIC onde lhe foi atribuído um galardão na categoria de ‘Melhor Intérprete Individual’.

‘Soul Notes’ (2012) é o seu segundo registo e inclui o sucesso ‘Scratch My Back’, entre outros. Com este disco venceu o segundo MTV Europe Music Awards, na categoria ‘Best Portuguese Act’ que já tinha vencido com o 1º disco.

Em 2015, integrou o júri do The Voice Portugal, posição que mantém na edição 2016 do concurso.

Este é o ano que editou ‘Restart’. O trabalho teve como produtores a baterista Cindy Blackman Santana e o baixista Jack Davies, tendo sido gravado em Las Vegas. Para trás ficou a segurança de uma fórmula que lhe valeu várias Platinas: a Soul inspirada nos clássicos anos 60, nos heróis Otis Redding, Aretha Franklin ou Al Green.

Nas 12 grandes canções que compõem “Restart”, há ainda muita Soul, como há Jazz, Rock e uma apurada sensibilidade Pop. Há passado e presente porque há, acima de tudo, intemporalidade. Há exigência, cuidado com o pormenor, perfeccionismo. Há Aurea.

Aurea para ver ao vivo no Cine-Teatro Avenida, em Castelo Branco no dia 11 de fevereiro às 22h inserido no Festival ‘Montepio às vezes o amor’.

‘Montepio às vezes o amor’ é uma festa de música e emoções repartidas por doze cidades portuguesas. Nos dias 11 e 14 de Fevereiro, o amor espalha-se de Norte a Sul. Portugal fica mais amoroso. Doze amados nomes da música portuguesa fazem da paixão canções derramadas em doze palcos diferentes.