Em exposição vão estar três peças do projeto “Agricultura Lusitana” (no âmbito do projeto-trilogia Craft+Design+Identidade das Aldeias do Xisto), previamente selecionadas para integrarem a exposição “Novo Mundo –Visões através da bienal ibero-americana de design 2008-2016”, no âmbito do programa Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017.

De acordo com Rui Simão, coordenador da ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, «o nosso objetivo com esta presença no MUDE é mostrar ao mundo como as Aldeias do Xisto têm vindo a reinventar a cultura dos lugares com as pessoas que neles habitam, criando valor social e económico no território. É sobre a nossa identidade que estamos a experimentar convocando a criatividade e o conhecimento. Afirmamos este território como um laboratório vivo, aberto a novos pensamentos e povoadores capazes de criar núcleos de transformação do tecido social que originem novas formas de fazer, estar e ser. Exatamente o que a exposição Agricultura Lusitana corporizou e pode ser visto nesta exposição.»

Esta mostra encontra-se inserida no âmbito da iniciativa “MUDE Fora de Portas” e estará patente no Palácio dos Condes da Calheta, em Belém, Lisboa.