Lifestyle

Este foi o presente mais caro que os Obama receberam

Podem ter abandonado a Casa Branca no início de 2017, altura em que passaram o ‘testemunho’ aos Trump, mas continuam muito presentes na memória do mundo. E, acreditamos, deixaram muitos norte-americanos com saudades.

Desta vez foi-se ao baú – em forma de internet – para se perceber o presente mais caro que Barack Obama recebeu durante os seus dois mandatos presidenciais.

E a prenda institucional de maior valor foi recebida em 2016, portanto no seu último ano como Presidente dos Estados Unidos. Foi uma oferta do rei de Marrocos, Mohamed VI, e tratava-se de um conjunto de jóias avaliado em mais de 100 mil dólares (mais de 81 mil euros).

Vários media marroquinos fizeram eco desta informação esta terça-feira, dia 16, já que aquela está disponível no site do Federal Register dos EUA, que lista os presentes de Chefes de Estado estrangeiros à Casa Branca e aos funcionários do governo.

Mohamed VI presenteou a família Obama com um broche de ouro em forma de flor decorado com diamantes e rubis, um relógio de ouro com diamantes e esmeraldas embutidos e dois pares de brincos, alguns feitos de prata e diamantes e outros feitos de ouro, diamantes e esmeraldas.

O valor estimado dos quatro artigos, de acordo com o Registo Federal, é de 101 200 dólares (mais de 82 mil euros).

A família Obama recebeu o presente em 27 de junho de 2016, coincidindo com a visita de Michelle Obama a Marrocos por ocasião de uma ‘tour’ para promover a escolaridade das meninas, pelo que é de admitir que a família real marroquina aproveitou a oportunidade para entregar os presentes para a então Primeira-Dama.

Como acontece frequentemente com os presentes recebidos no contexto diplomático, as jóias foram transferidas para a Administração Nacional de Registros e Registros (NARA).

Além disso, em janeiro de 2016, Mohamed VI enviou a Michelle Obama uma cesta com flores e chocolates no valor de 2773 dólares (2262 euros).

Nos dois casos, o documento do Federal Register justifica a aceitação de presentes com uma causa genérica: “A não aceitação seria embaraçosa para o doador e para o Governo dos Estados Unidos”.

Entre os 78 presentes institucionais recebidos por Obama e a sua família em 2016, apenas dois superam o valor de 10 mil dólares (8160 euros): as jóias de Mohamed VI e um presente do Rei Salman da Arábia Saudita, que incluiu uma escultura decorada com pedras preciosas e um abre-cartas em prata, avaliado em 56 720 dólares (46 278 euros).

Mas o rei de Marrocos não foi, naturalmente, o único a dar presentes ao então casal presidencial.

Na lista existem artigos de todos os tipos: rum e charutos enviados pelo presidente cubano, Raúl Castro; duas camisolas da seleção de futebol argentino autografadas por Lionel Messi e entregues pelo presidente argentino, Mauricio Macri; e até um presunto (com a faca de presunto incluída) que o presidente da Espanha, Mariano Rajoy, deu a Obama.

Fotos: Redes Sociais da Casa Branca