Atualidade

Incêndios: 27 mortos confirmados e 51 feridos

O combate às chamas continua e são mais de 5 mil os operacionais envolvidos na extinção dos incêndios que desde ontem assolam o Centro e o Norte do País. Num balanço provisório feito esta manhã, em Carnaxide, a Proteção Civil admitiu que há pelo menos 27 mortos e 51 feridos confirmados, 15 dos quais em estado muito grave.

Há ainda várias aldeias e povoações a serem protegidas, pessoas a tentarem ser localizadas pela família e autoridades. Patrícia Gaspar, da Proteção Civil, retratou em conferência de imprensa o cenário de horror provocado pelas chamas. “Os bombeiros encontraram vítimas mortais na via pública, em barracões agrícolas, como foi o caso de Penacova, registado domingo. Houve vítimas num acidente de viação na A25. Mas resta apurar ainda em detalhe todas as circunstâncias”, afirmou.

A profissional garantiu que “os dados não são finais, pois há vários incêndios em curso e não seria sensato fechar o balanço” durante a manhã. Patrícia Gaspar admite a possibilidade de ainda “existirem localidades que ainda não foram reconhecidas e que não existe um número oficial de pessoas desaparecidas”.
As vítimas mortais confirmadas são dos distritos da Guarda (1 morto), Coimbra (10 mortos), Viseu (16 mortos, ) e Castelo Branco (1 morto). Gradualmente, as autoridades estão a chegar às zonas mais afetadas e as telecomunicações estão a ser restituídas. Não há indicação que exista entre os mortos, elementos operacionais, mas afirma existirem alguns bombeiros feridos.

Neste momento 145 incêndios ativos, estão mobilizados 4127 operacionais, apoiados por 1289 meios terrestres e alguns aéreos. O combate às chamas continua.

Foto: LV/MN