Off the record

Kelly Bailey mostra asas para voar

MOV_9608

Aos 19 anos, a manequim já deu mostras que pode ser uma grande atriz. Com a estreia na novela da TVI “A única mulher”, Kelly Bailey teve a certeza da vocação que a leva a estudar agora em Londres.

“A sentir-me como uma criança no primeiro dia de aulas”, foi como a jovem se confessou, esta segunda-feira, após ter arrancado com um curso que está a fazer em terras de Sua Majestade.

Kelly partiu no passado sábado, mas antes antecipou, em conversa com a Move Notícias, que “o mês lá fora vai ser muito bom, nem que seja para fazer amigos, para crescer e estar mais tempo com a família”, até porque por, em Inglaterra, vivem os avós paternos e dois dos três irmãos mais velhos.

Desde o fim de “A única mulher” até agora, “tenho andado mais ausente, nunca mais voltei a fazer televisão, mas tenho feito outras coisas, como o videoclipe (da banda Best Youth dos portuenses Ed Rocha e Catarina Salinas), resume, mostrando o quão pode ser versátil.

Além disso, “tenho aproveitado para ter tempo para mim, para viajar, fazer workshops, para ir ao cinema, para ler, para assim entrar na próxima novela -que deve estar para breve”.

Untitled-7

Quando começou tinha 16 anos. Passaram quase três anos e Kelly Bailey recorda que “aconteceu muita coisa ao mesmo tempo e precisava mesmo de tempo para ver o que estava a acontecer, pôr os pés na terra e voltar em grande”.

Na história de estreia, apaixonou-se na vida real pelo ator brasileiro Bruno Cabrerizo. O romance mantém-se firme – embora não seja tema de conversa com os jornalistas -, mas ele não a acompanhou na ida para Londres, pois está a gravar a personagem Laurentino em “Ouro verde”. De resto, Kelly parece ser independente suficiente para lidar com a separação.

Mesmo afastada há algum tempo do ecrã, ainda não foi esquecida pelos fãs que, ainda há três semanas, a surpreenderam em mais um aniversário: “O meu público até tem vindo a crescer e tenho uns fãs muito fiéis. Recebi prendas que enviaram para a Plural e que o Bruno levou para casa e foi muito bom”.

MOV_9674

Menina quando se estreou na representação como Francisca, Kelly transformou-se numa mulher determinada e “mais tranquila”, provando que está a amadurecer no bom caminho. Para isso, também lhe fez bem “esta paragem para refletir e sentir” tudo o que passou e viveu.

Feeling like a kid on the first day of school #hereigo

Uma publicação compartilhada por kelly Bailey (@kellybaileyy) em