Off the record

Cláudia Vieira: “Que o espírito de Natal seja pleno de gargalhadas”

claudiavieira3

O brilho do Natal vai de encontro ao que é imanado pela atriz e apresentadora, numa simbiose perfeita de saúde, paz, amor, união familiar e… gargalhadas. Sim, há muitos sorrisos na mensagem de Cláudia Vieira para a época festiva que se avizinha.

“Desejo que seja um período de saúde, paz e amor em todo o mundo. Gostava também que o espírito de natal fosse pleno de união de família e gargalhadas, porque parece-me que, por vezes, os portugueses controlam as gargalhadas que dão e eu acho que é importante rir muito”, antecipa à Move Notícias desde o coração do Chiado, em Lisboa, na cerimónia de inauguração das luzes tradicionais de Natal, que decorreu no passado fim de semana.

claudiavieira

Com uma simpatia contagiante e sorriso sempre presente no rosto, a bela atriz de 38 anos reconhece que, ainda hoje, vive o Natal pela perspetiva de uma criança, esforçando-se por passar toda a envolvência dessa época festiva à sua filha, a pequena Maria, de 6 anos.

“Faço questão de passar-lhe o lado mágico, misterioso, o lado bom desta festa. Vou alimentando isso aos poucos, com os preparativos, passeando pelas ruas, mostrando-lhe as iluminações, as decorações da cidade de Lisboa… Chamo-a sempre à atenção para isso. Ela às vezes encara isso como se fosse uma seca e diz: ‘Já sei, mãe, as luzes…’. Faz isso, porque eu falo-lhe do Natal de uma forma entusiasta mas, apesar de tudo, sinto que está a ganhar o espírito”, revela.

De facto, esta é a época das crianças, e ainda que reconheça ser uma “típica portuguesa” no que toca aos preparativos da grande noite, Cláudia Vieira nunca se priva da presença dos mais novos em todos os passos do Natal.

claudiavieira2

“As decorações domésticas acontecem quando chega aquele dia em que eu consigo juntar lá em casa a filha, os sobrinhos… Gosto de criar esse momento, pôr uma musiquinha a tocar, musiquinha natalícia, pois claro, e começamos todos juntos a preparar a árvore, a colocar os enfeites, as luzinhas, tudo e mais alguma coisa… Gosto de viver isso de uma forma especial e, acima de tudo, com os miúdos à minha volta. Tiramos algumas fotos, que ficam para mais tarde recordar”, confidencia.

“A ocasião em que fazemos isso é que varia muito, nuns anos é mesmo no final de dezembro, noutros no primeiro dia desse mês… Certo é que não costuma ser a meio de novembro, normalmente é mais tarde. Sou uma típica portuguesa, não é verdade?”, brinca.

“Só se for nessa perspetiva”, respondemos nós que conhecemos bem a simpatia e disponibilidade ímpares desta atriz, sempre pronta a deixar o seu testemunho com uma boa disposição bem mais vincada do que o estatuto que conquistou a pulso no pequeno ecrã e que a coloca no topo da representação nacional desde há vários anos.

A nível pessoal, esses atributos também estão bem presentes no dia a dia de Cláudia Vieira, uma mãe extremosa a quem floresce um orgulhoso sorriso sempre que fala da filha.

“Ela gosta imenso do Pai Natal, não tem problema nenhum em tirar fotos com o Pai Natal. Não é daquelas crianças que tem medo. Depois também já percebeu que a mãe é íntima do Pai Natal, tem sempre uma foto com ele, isso é muito bom”, constata com aquele brilhozinho nos olhos, que também está na base das constantes solicitações que recebe de anónimos e amigos para as fotografias da praxe.

claudiavieira6

Fotos: José Gageiro