Off the record

Agir: a prova de que o tempo é mais do que dinheiro

novaera0006

Bernardo Costa é um nome comum e poucos saberão que, por detrás dele, há um grande artista. Na música e no mundo, dá pela graça de Agir e não deixa ninguém indiferente com as suas letras pertinentes e ritmos que a todos contagia, mostrando que cresceu com os pés assentes na terra.

Aos 28 anos, o músico é uma das referências no panorama musical nacional e não foi por acaso que, no passado sábado, voltou a ser distinguido nos “Melhores do Ano” da Rádio Nova Era, o que “é muito bom, um orgulho”. Isto porque “não tenho tantas oportunidades assim para estar com as pessoas que gostam de mim no Porto, por isso quando venho, sabe ainda melhor e tratam-se muito bem”.

No Norte, “as pessoas são mais calorosas, não têm problema em se desinibirem e, quando gostam, gostam a sério e quando não gostam também o demonstram. Eu sou muito oito ou oitenta e a malta daqui também, acho que isso é bom”, considerou o cantor.

novaera0260

Com sucessos somados e afirmados, Agir não esquece o “trabalho de uma equipa cada vez maior”: “Gosto de acreditar que é porque estamos a trabalhar bem. Claro que existe um fator sorte ou azar, mas creio que 80% é mesmo devido a trabalho”.

Além “dos sons, acho que as pessoas também têm gostado da personagem que não foi criada. Sou o que sou e, hoje em dia, também por causa das redes sociais, as pessoas querem saber o que faço, onde vou, mas isso é quase um lifestyle”, notou ainda quem cresceu também entre artistas.

novaera0271

Filho da atriz Helena Isabel e do músico, cantor e compositor Paulo de Carvalho, Agir não se deixou deslumbrar com a fama, primando pela simplicidade no trato com quem o rodeia. Afinal, “hoje em dia, o artista não é visto como algo intocável e as pessoas gostam de ver que os artistas também vão ao supermercado, vestem as mesmas roupas que elas, e são iguais a elas”, reconheceu.

Sobre a ligação familiar, o orgulho nota-se na forma como a aborda: “Os meus pais até já dizem que não são a Helena Isabel e o Paulo de Carvalho mas sim os pais do Agir. É engraçado e não sei se acontecerá com um filho meu ou não, mas estou preparado para isso. Nós gostamos sempre que quem amamos seja ainda melhor do que nós. Eles são babados por mim e eu por eles”.

Apaixonado, Agir já não passa sem a companhia da namorada, Catarina Gama, com quem assumiu romance no final do ano passado. Acompanhado pela cara-metade em mais uma noite de consagração, frisou que “é importante estarmos sempre rodeados das pessoas que amamos e é óbvio que ela faz parte dessas pessoas”.

novaera0554

Há pouco mais de uma semana, o jovem sentou-se no programa da SIC “Alta Definição”, onde contou inclusive o passado ligado a drogas. Nos dias seguintes, “notou-se alguma diferença”, ao ponto de, ” no aeroporto”, ser abordado por causa da entrevista. Mas, “acredito que, daqui a um mês ou dois, vai abrandar”.

No pavilhão Rosa Mota, na Invicta, movimentou-se montado numa “uberboard”, que considerou mesmo “um viciozinho”. “Não há nenhuma pessoa que experimenta que não goste e queira ter um também”, concluiu, antes de subir ao palco para receber o galardão de melhor single nacional com “Parte-me o pescoço”.

Antes, ainda cantou “Tempo é dinheiro”, pondo o público em êxtase com um tema que sabiam de cor e salteado e que é um hit que marca a atualidade.

agir

Fotos: Lumeworld.com